google-site-verification: google1dd19db594c6c3b6.html Crônicas do Peró: Novembro 2012

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

MAZELAS DE UMA QUARTA-FEIRA QUALQUER.

    Dependo do meu levantar da cama diário, para definir como começo o meu dia, em se tratando de humor, às vezes já sei se o mesmo será bom e animado ou se será um daqueles dias, ao qual dizemos que o melhor seria não termos levantado da cama. E infelizmente estou em um desses dias, levanto quieto, sem vontade de conversar, meio marrento, como diziam os antigos dá pá virada, às vezes este humor melhora durante o dia, outros dura até o outro levantar, antigamente distribuia "patadas" e xingamentos, agora com o tempo e o reconhecimento deste defeito de personalidade, prefiro o silêncio até que passe o inconveniente.
    Com o mal-humor latente, fui ler o jornal diário e acessar a internet, vou comentar em alguns parágrafos a minha leitura.
    Em primeiro lugar esta a questão da segurança publica de São Paulo, entra semana, sai semana e a coisa não muda, esta madrugada foram mais seis mortes; que banalização, o secretário que não conseguiu fazer nada, pediu demissão, daqui uns dias o governador que também não faz nada, vai empossar outro, olha a rapidez de atitudes numa situação tão grave. Me pergunto tem solução? Imediatamente exercito e outros na rua, não podemos ficar contabilizando mortes, não só contabilizando como banalizando, temos que importarmos com a vida, não ficarmos comparando estatisticamente, as mortes com o dia anterior o mês que passou ou com as do ano passado. Só o exército nas ruas não é solução, mas que a justiça pare com a demora e a impunidade de bandidos de todos os lados.
    A Caixa Econômica Federal, banco do governo, portanto de todos nós, não só desta corja, vai pagar ao Corinthians, clube de futebol da cidade de São Paulo, o montante de trinta milhões de reais por um ano, como paitrocínio, paitrocínio pois é vontade do Sr. Lula, ou apenas deu uma forcinha para que o banco Federal, custeie um clube de futebol ao qual ele torce. O clube da marginal, onde tem sua sede, conhecida  como Parque São Jorge, terá que em primeiro lugar penhorar seus bens, porque deve a União em impostos a quantia de mais de vinte milhões, fonte UOL, ninguém com divida com a união pode receber dinheiro dela sem ter quitado seus débitos, esta regra só é valida para pacatos cidadãos, não vale para influenciáveis do Sr. Lula.Podem ter certeza que a Globo não noticiara´este descaso, nem a injustiça de beneficiar alguns. Da-lhes dinheiro Público, não é deles mesmo.
    Nas notícias de hoje mais um julgamento, desta vez não é dos políticos, nem vai ser aquela novela de homens togados desfilando vaidades, é o julgamento do caso de homicídio que envolve o ex goleiro Bruno, melhor dizendo de outros réus pois o dele foi adiado para uma próxima data, quando os meios de comunicação estiverem mais propensos a colocarem mais gente sob holofotes. Viva a ágil e dinâmica justiça.
    Esta notícia eu vi no facebook, não consegui ver de quando, pois não foi mencionado a data, mas é recente, o repórter informa que o dito cujo do nosso senado federal; aquele que tem o imperador do Maranhão, o ex presidente deposto e outros como aquele, que foi´, ou é, ou será presidente da casa, que tem a sogra entre outros recebendo belo salário sem comparecer para trabalhar, estipularam o prazo de cinco dias uteis, para responder a qualquer pergunta feita pela imprensa nacional, as perguntas terão que ser encaminhadas e ficarem aguardando para a obtenção se possível de alguma resposta. Parem de ler por cinco segundos, pois também exijo; que estes, devolvam o meu país, bando de sem-vergonhas, criaturas do esgoto, e outros xingamentos que infelizmente, eu mero mortal e pobre não posso lhes fazer por escrito, mas sintam-se xingados. Pois um dia verei o lugar dos corruptos, se DEUS quiser.
    Vou terminando, me desculpem os leitores desta crônica pelo mal-humor e pelos desabafos, hoje meu dia não esta legal e piorou ainda mais, por tudo isto que mencionei acima; minha revolta é pelo descaso dos poderosos com o cidadão, aquele que apenas gostaria de ver um mundo melhor, uma nação como rezo todos os dias: Mais justa, mais cristã, menos corrupta e menos violenta. Que Deus me abençoe!






                                                                              AMÉM!